Buscar

Direto dos hospitais para a Praça Sete


Dos corredores dos hospitais da Rede SUS para os da Praça Sete. É assim que o Instituto Hahaha, uma organização da sociedade civil, que leva mais saúde por meio do riso, decide comemorar os sete anos de atuação na cidade. Na terça-feira, dia 9 de julho, às 10h30, o Instituto presenteia Belô com um cortejo junino. Após o Harraiá passar por cinco hospitais (Hospital da Baleia, Santa Casa BH, Hospital das Clínicas - UFMG, Hospital Infantil João Paulo II e João XXIII - Rede Fhemig) levando o clima junino para crianças, adolescentes, seus acompanhantes e profissionais da saúde, chegou a hora da população local se esbaldar nos xotes e dançar quadrilha. 


A cidade inspirou o Instituto a levar o Cortejo Junino para os hospitais. “As pessoas que estão  internadas não tem a oportunidade de participar da festa, são privadas da celebração e calor popular, da vida comunitária”, afirma Eliseu Custódio, um dos fundadores do Hahaha. Para celebrar o aniversário de 7 anos, nada mais justo do que cantar o seu aniversário de sete anos em clima de forró no coração da cidade, a Praça Sete. Se nos corredores dos hospitais o Instituto provoca os encontros e o afeto, agora é a vez da cidade experimentar essa medicação besteirológica: a alegria. 

O Harraiá celebra sete anos e mais de um milhão de histórias! Desde a fundação da Instituição, mais de 545 mil pessoas foram alcançadas. Alguns momentos ganharam popularidade, como  a fuga do menino Matheus, ou  o vídeo da paródia “Funk das Enfermeiras”. Uma coisa é certa: os resultados apontam a relevância da continuidade do trabalho. Pesquisa do Instituto Fontes aponta que, após a visita dos palhaços, 96,3% das crianças ficam mais à vontade com o ambiente do hospital, 95,4%  ficam mais ativas e 85,4% apresentam evidências clínicas de melhora. 



Todo dia é dia de rir

O que a cidade não sabe é que uma dupla de palhaços profissionais realiza intervenções duas vezes por semana, durante todo o ano, em cada hospital parceiro. O trabalho é gratuito para o público atendido, mas não é voluntário. Por isso, a instituição conta com o apoio de leis de incentivo à cultura (municipal, federal), editais e patrocinadores. O cortejo junino é executado por meio do Ministério da Cidadania Pátria Amada Brasil com o patrocínio da Drogaria Araujo, Vaccinar, Abbott, e apoio da Biohosp, Hidropoços, ThermoTelha e ThermJet, Hidropoços e Lyon Engenharia.  Para contribuir para a manutenção do projeto, basta participar da campanha “Seja um tijolinho da nossa construção”, da plataforma Evoé. 

  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon