Buscar

Instituto Hahaha promove Residência Artística em Ipatinga




FSFX recebe médicos palhaços para compor corpo clínico do Hospital em 2020


A alegria chegou e veio de mala e tudo! A partir deste mês, pacientes, acompanhantes e

profissionais de saúde no Hospital Márcio Cunha, da Fundação São Francisco Xavier, em

Ipatinga, contam com o atendimento de médicos especializados em colocar o riso a serviço da vida, são os palhaços do Instituto HAHAHA.


“Este é o segundo projeto que realizamos no Hospital Márcio Cunha e o maior deles. Em

2018, promovemos uma residência piloto, com dois meses de duração. Foi o bastante para a parceria acontecer entre as instituições e ver o impacto do trabalho dentro do hospital", afirma Gyuliana Duarte, gestora artística do Instituto.


A história do Instituto Hahaha, uma organização sociocultural da sociedade civil, fundada

em 2012, começa em Belo Horizonte e tem se expandido para o interior. Em 2020, Ipatinga estreia como a primeira cidade mineira a receber a Residência Artística. Além da novidade de atuação no Hospital Márcio Cunha, o Instituto atende na capital seis hospitais da Rede SUS, uma Instituição de Longa Permanência para Idosos e duas Unidades de Acolhimento Institucional. Promover o acesso à cultura para pessoas em situação de vulnerabilidade em mais uma cidade é possível para a organização, pois a Residência Artística em Ipatinga é executada por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com o patrocínio da Usiminas e Drogaria Araujo, e o apoio do Instituto Usiminas e Fundação São Francisco Xavier.


Impacto

As intervenções realizadas pelo Instituto promovem um tratamento especializado baseado no riso, que contribui para a liberação de hormônios que geram prazer e bem estar. De acordo com pesquisa do Instituto Fonte, após a visita de palhaços profissionais, 96,3% das crianças e adolescentes ficam mais à vontade com o ambiente do hospital, 85,4% apresentam evidências clínicas de melhora, 77,7% se alimentam melhor, 74,3% aceitam mais os exames e procedimentos médicos.